LE0NlN0

 
Registro: 24/04/2019
#somos70porcento; #canalresistencia
Pontos51Mais
Próximo nível: 
Pontos necessários: 149
Último jogo

O DONO DA BOLA!!!!

01/06/2020       
O DONO DA BOLA!!!!
Jaiminho era uma criança que nasceu em uma pequena cidade do interior do Paraná. Nos primeiros anos de vida Jaiminho viveu em várias cidades e estados. Seu pai, apesar de não ter formação em medicina, costumava aviar receitas, invariavelmente os moradores da cidade descobriam a farsa e a família tinha que fugir da cidade. Em Dourados, seu pai chegou até a ser preso, fica pouco tempo detido, mas dois meses depois em liberdade, sente um mal súbito e falece.
Até pelo excesso de mudanças, Jaiminho não tinha amigos.
Jaiminho chega à idade escolar, está muito ansioso pois será seu primeiro dia de aula. Sua mãe prepara a lancheira e sua malinha com todo seu material. Ele que fez questão de dormir com o uniforme, nem café quer tomar.
Chegando à escola ele fica admirado, parado em um canto olhando aquela criançada toda correndo pelo pátio. Jaiminho não sabe como se aproximar, ele nunca teve amigos.
Na hora do recreio Jaiminho observa que ao lado do pátio da escola, tem alguns alunos que jogam bola no campinho de terra batida, ele se aproxima e fica olhando. Um dos garotos se machuca, tem que deixar o jogo, e os outros vendo aquele menino parado perguntam se não quer jogar. Ele aceita!!!
E agora, o que fazer??? Jaiminho sempre chutava a bola sozinho, não tinha muita noção de como fazer parte de uma equipe. Ele corria atrás da bola sem parar, os meninos pediam para ele ficar somente na defesa, mas onde ia a bola, Jaiminho ia atrás, seu time perdeu!
No recreio do dia seguinte Jaiminho logo se apresentou no campinho de futebol e fica à espera do restante da turma. Antenor se aproxima com a bola debaixo do braço, aguarda os demais coleguinhas e é ele quem começa a escolher seu time, Carlinhos é o responsável pela escolha do outro time. Jaiminho fica por último e ainda pedem para que ele fique no gol.
Chegando em casa, a primeira coisa que ele pede para a mãe é uma bola.
No dia seguinte Jaiminho acorda e logo coloca a bola debaixo do braço. Segue para a escola todo feliz. Chega a hora do recreio e ele é o primeiro a
ir no campinho de futebol. Os coleguinhas chegam, por último o Antenor com sua bola. Jaiminho começa a escolher os jogadores, mas é interrompido pela turma, todos dizem que quem escolhe os times é o Antenor e Carlinhos. Antenor também era o craque da turma e Carlinhos o segundo melhor. Frustrado Jaiminho novamente vai para o gol.
Foram 3 anos sempre a mesma coisa, raríssimas foram as partidas que Jaiminho pode comemorar vitória. Ele também não era um bom goleiro!!!
Jaiminho e sua família se mudam de cidade, dessa vez o motivo foi outro, sua mãe arrumou um outro emprego.
Nova cidade, nova escola..... lá vai Jaiminho para seu primeiro dia de aula com a bola debaixo do braço. Chega a bendita hora do recreio, ao lado do pátio um campinho de futebol. Jaiminho se aproxima com a bola, aos poucos outras crianças veem ao seu encontro. Jaiminho pergunta se querem jogar. Já tem crianças suficientes para formar dois times. Os meninos indicam os dois melhores da escola, mas Jaiminho diz “eu sou o dono da bola, eu escolho primeiro” e assim o fez.
Vai começar a partida, Jaiminho se coloca na posição de centro avante. Ao final da partida, nova derrota.
No dia seguinte Jaiminho escolhe as mesmas pessoas, ele permanece centro avante e muda a posição de alguns jogadores. Perdeu de novo!
No terceiro dia Jaiminho é questionado pelo melhor jogador da escola, ele não quer mais jogar no gol. Jaiminho diz que a bola é dele e ele é quem manda. Adivinhem qual foi o resultado.....
No dia seguinte, Jaiminho muda parte de suas escolhas, quem ele considerava ser um bom jogador de uma hora para outra ficou péssimo, mesmo assim, o resultado não chega.
Jaiminho quer impor as suas regras, agora não escolhe mais de forma alternada, ele quer escolher todo seu time primeiro. O critério que ele usa é pelas amizades que fez nesses dias de escola. Define a posição de cada jogador como ele quer. Ao fim da partida, mais uma derrota!!!
Jaiminho volta angustiado para casa, ele não aguenta mais perder. Chora para a mãe, esperneia, diz que os coleguinhas do outro time ficaram inventando que ele quis fazer tudo do jeito dele só porque ele é o dono da bola. Passa quase a noite toda acordado, tem uma ideia e no dia seguinte
lá estava ele indo para a escola mais uma vez com a bola debaixo do braço.
Chega a tão esperada hora do recreio, ele vai correndo até o campinho. Como no dia anterior, ele escolhe primeiro seu time, os mesmos amiguinhos, mas agora ele também quer mudar as regras do futebol, mas os coleguinhas do outro time não aceitam, eles dizem “você pode escolher e escalar seu time da forma que você quiser, mas as regras são essas e não aceitamos mudanças”.
Jaiminho decide colocar novamente a bola debaixo do braço e vai embora, não termina nem os estudos do dia. Nunca mais jogou bola na sua vida.