Noturno.

 
Registro: 03/05/2019
Pontos87Mais
Próximo nível: 
Pontos necessários: 113
Último jogo

Olha o Exemplo falando kkkkkkkkkk

01/06/2020       

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) escreveu hoje, em seu Twitter, que a eleição de Jair Bolsonaro (sem partido) para o cargo de chefe do Executivo foi resultado de um processo que não foi amplamente democrático e, por isso, é preciso relativizar o arrependimento de setores que apoiaram o então candidato.

Citando um editorial do jornal O Globo, Lula diz que a oposição ao governo não pode se resumir à figura de Bolsonaro, mas também à política econômica comandada pelo ministro Paulo Guedes, e que não se "pode pegar o primeiro ônibus", em uma alusão a uma possível movimento de oposição.

O ex-presidente não cita a qual editorial se referia, mas dois recentes publicados pelo O Globo tiveram repercussão. Ontem, o texto de opinião do jornal dizia que era preciso que frentes democráticas se unissem no momento de crise política. No editorial de hoje, sobre a desconfiança de investidores externos, o jornal argumenta que, "se quiser, Bolsonaro ainda tem tempo para recuar e reconquistar a confiança, dentro e fora do país".

"Volto a dizer: não dá pra aceitar a ideia de que o Bolsonaro é resultado de um processo amplamente democrático. Ele é resultado de um processo que se deu desde a cassação de uma presidenta sem crime. Agora perceberam que o troglodita que eles elegeram não deu certo", escreveu Lula, referindo-se ao impeachment de Dilma Rousseff, em 2016.

"Estou dizendo pra gente não pegar o primeiro ônibus que tá passando. Estão querendo reeducar o Bolsonaro, mas não querem reeducar o Guedes. Tem pouca coisa de interesse da classe trabalhadora nesses manifestos. O editorial do Globo é uma proposta de acordo pra manter o Bolsonaro", completou.

Na sequência de mensagens, Lula ainda traçou diferenças do que enxerga na postura do PT em relação a outros partidos e lideranças que pedem pela saída de Jair Bolsonaro.

"E o PT sabe porque quer tirar o Bolsonaro. A gente quer tirar o Bolsonaro pra defender a vida. Porque ele não gosta de mulher, não gosta de preto, não gosta de índio, não gosta do povo trabalhador. É por isso que estamos dizendo Fora Bolsonaro", escreveu


O ladrão  ainda comemora, aí o gado somos nós  ????????????????

Um dos primeiros veículos a noticiar o fato foi a Veja, na coluna Radar, às 17h29 do dia 19, com a nota  “Lula comemora impacto do coronavírus na política liberal de Guedes”. Depois, foi a vez do G1, que publicou a reportagem “‘Ainda bem’ que ‘monstro’ do coronavírus veio para demonstrar necessidade do Estado, diz Lula”, às 23h01. Poucos minutos depois, às 23h06, entrou no ar uma matéria do jornal O Globo, com o título “Lula avalia positivamente o impacto do coronavírus sobre agenda liberal: ‘Ainda bem que a natureza criou esse monstro'”. A história também foi veiculada cerca de uma hora depois pelo Jornal da Globo, na Rede Globo.


Só  rindo  mesmo !!!!!